Notícias

Pedra Azul abriga mata nativa e piscinas naturais

Um monólito colossal de granito e gnaisse é o epicentro do turismo na região serrana do Espírito Santo. Chamado Pedra Azul, o monte tem seu cume a 1.822 metros acima do nível do mar --a base fica a aproximadamente 1.250 metros. Não surpreende, portanto, que tenha sido criada uma área de reserva natural em seu entorno, transformada em parque estadualem 1991 e aberta à visitação em 1997. Sua entrada fica próxima à saída do km 88 da BR-262, uma estrada sinuosa, cruzada incessantemente por caminhões, de mão única, mas bem conservada e sinalizada. Dela sai a rodovia Ângelo Girardi, mais conhecida como rota do Lagarto, que dá acesso à portaria do parque --o nome extraoficial é uma referência à pedra do Lagarto, uma proeminência na rocha que pode ser vista de perto ao longo da estrada. O local é parte de Domingos Martins, mas fica longe da cidade, a qual os habitantes se referem apenas de "sede". É no entorno do parque que se concentra a maior parte da infraestrutura turística, como hotéis e restaurantes à beira da estrada. A Pedra Azul é parte de uma formação que inclui ainda o pico da Pedra das Flores, a 1.909 metros de altitude. O parque abrange 1.240 hectares, dos quais apenas 5% são abertos ao público para a realização de trilhas. Quem pretende visitar o local deve agendar a ida com pelo menos 24 horas de antecedência pelo telefone 0/xx/27/3248-1156. Fora de temporada, ele é aberto a turistas apenas no fim de semana. As caminhadas são sempre acompanhadas de um guia e podem ser canceladas em caso de tempo ruim. Não é permitida a prática de esportes, nem mesmo de alpinismo. Entre as atrações, a mais famosa é a trilha das piscinas naturais, com um percurso de 2.500 metros que inclui um trecho de subida, culminando na área mais alta onde se é permitido chegar. As nove piscinas têm até 1,5 m de profundidade e pode-se mergulhar nelas à vontade. O parque exige calçados fechados e sem salto e, por não ter lanchonete, aconselha que se traga lanche e água. Também é recomendável usar repelente. O local abre das 8h às 17h, e as saídas para as trilhas acontecem às 9h e às 13h. Folha.com

Leia Mais

Turismo é reconhecido pelo G-20

De forma inédita, os líderes do G-20 reconhecem e atestam a importância do turismo para o desenvolvimento econômico global. É o que diz a declaração final do encontro das vinte maiores economias do mundo, realizado na cidade de Los Cabos, México, nos dias 18 e 19 de junho. O 25º parágrafo do documento afirma: "reconhecemos o papel de Viagens e Turismo como um veículo para a criação de emprego, crescimento econômico e desenvolvimento e, embora reconhecendo o direito soberano dos Estados de controlar a entrada de estrangeiros, iremos trabalhar no sentido de desenvolver iniciativas para a facilitação de viagens em apoio à criação de emprego, crescimento da qualidade de trabalho e redução da pobreza e crescimento global", afirma o texto. Taleb Rifai, secretário-geral da Organização Mundial do Turismo, e David Scowsill, presidente & CEO do WTTC (World Travel & Tourism Council), defenderam o novo olhar sobre o setor. “Celebramos os líderes mundiais do G-20 por reconhecerem a importância do setor de viagens e turismo como motor do crescimento econômico e de criação de empregos pela primeira vez, e estamos prontos para apoiar todos os esforços por parte dos países do G-20 neste sentido. Ao facilitar vistos, os países do G-20 têm a ganhar cinco milhões de empregos em um momento de desemprego galopante em todo o mundo.” Para o ministro do Turismo, Gastão Vieira, o reconhecimento simboliza o papel que a atividade vem desempenhando nas principais nações nos últimos anos. “A cadeia produtiva do turismo tem atuado com desenvoltura para superar as dificuldades econômicas. No Brasil, este trabalho demonstra grandes resultados, que tendem a crescer com os investimentos que estão sendo realizados pelo governo federal e pela iniciativa privada para a organização da Copa do Mundo 2014 e as Olimpíadas 2016”, disse. Jornal de Turismo

Leia Mais